Instrutora ANDREIA CONCEIÇÃO – 3º DAN



Andreia Conceição, nasceu a 25 de março de 1982, vive na Ega (Condeixa) e é Instrutora da Associação Portuguesa de Karate Shukokai, sendo possuidora do Titulo Profissional de Treinador de Desporto de Karate Grau II.
É advogada de formação, mas é a dar aulas de Karate que se sente verdadeiramente realizada.
Foi desde cedo que o interesse pelo Karate começou a surgir. Com apenas 5 anos ou 6 anos já era fascinada pelos movimentos que via em filmes de ninjas.
Já na escola distinguia-se das outras raparigas pelas brincadeiras mais direcionadas para as lutas. Ainda residente na Suíça, começou por pedir à mãe um livro de Karate, porque queria aprender os movimentos e golpes que via.
Aos 10 anos mudou-se para Portugal, mas “com a condição de começar a treinar Karate numa escola a sério”. Apesar das tentativas de dissuasão por parte dos pais, logo que chegou a Portugal, inscreveu-se numa escola de Karate. Com algumas adversidades foi mantendo o seu percurso como Karateka, pois a sua vontade de treinar “era muito superior a qualquer contrariedade”.
Nos seus tempos de competidora, foi bastante ativa e participativa em competições nacionais e internacionais, alcançando resultados associativos de destaque.
O episódio mais marcante e a maior batalha que travou foi aos 26 anos quando se viu obrigada a interromper a prática devido a um severo problema de saúde. “Foram 8 meses a debater-me com a vida, de forma dura. Uma batalha bem real e essa sim, Marcial, pois estava em causa a minha sobrevivência.” Em tom de brincadeira, mas de forma reveladora do combate que travou, diz: “Agora só morro quando eu quiser!”
Para Andreia, esta experiência aproximou-a ainda mais do Karate e, atualmente, tem influência na forma como dá as suas aulas. “Na altura o cirurgião disse à minha família que eu era uma pessoa forte mentalmente e fez ligação com o Karate. Estava numa situação muito complicada e só superei porque era guerreira… E eu senti isso mesmo, que a minha formação como karateca, permitiu-me ter controlo sobre mim, pois podia ter desanimado, mas a disciplina do karate manteve-me com coragem para enfrentar as dificuldades que iam surgindo”. Aos poucos Andreia foi começando a recuperar e, com muita persistência e espírito aguerrido, voltou a marcar presença nos treinos de Karate.
Mais recentemente criou um pequeno grupo de Karate com o objetivo de partilhar os treinos em conjunto. Rapidamente o grupo foi crescendo dando lugar a um projeto sólido que se oficializou em novembro de 2018 como Dojo SHOBU da APKS, situado na Ega.
Para Andreia os seus alunos caraterizam-se por serem: Dedicados, Unidos e Motivados. Para ela, ser instrutora “É poder transmitir ferramentas físicas, psicológicas, emocionais e estruturais que lhes permitam também a eles travar as suas próprias batalhas na vida com sucesso.”
Para Andreia o #karatefazbem pois “é mais um pilar de reforço de construção de personalidade e do carater das pessoas”.
E, na sua opinião, o #karatefazfalta porque “desafia-nos a tentar sermos cada vez melhor em todos os sentidos… enquanto tivermos esse estímulo significa que nos estamos a construir, a superar e a transformarmo-nos na nossa melhor versão.”
Conclui, dizendo: “Enquanto eu me conseguir mexer, o Karate é uma certeza que tem de fazer parte da minha vida!”
Weblog do #AnodoInstrutorAPKS em http://sportsoftware.info/s9yAPKS/
#anodoinstrutorapks #instrutorapks #naoparesdetreinarkarate #karatefazfalta #karatefazbem #euficoemcasa #EstamosConectados #EstamosOn #dojoapks


Nenhum comentário

O autor não autorizou comentários deste artigo