Instrutor Rui Martins – 5º DAN
Rui Martins é natural de Condeixa e nasceu a 12 de agosto de 1970.
Vive atualmente em Cernache (Freguesia em Coimbra) e é Guarda Prisional.
É Instrutor da Associação Portuguesa de Karate Shukokai
Foi desde cedo que despertou em Rui o interesse pelas artes marciais, começando por treinar Judo com apenas 6 anos de idade. No entanto, foi aos 12 anos que surgiu a oportunidade de experimentar Karate Shukokai com o Mestre Pedro Choy em Condeixa.
Com a sua saída, voltou mais tarde sob a orientação do Mestre Rui Paiva o que
gerou nele a certeza que era esse o Caminho certo a seguir.
Ao longo do tempo, o fascínio que teve pela arte marcial foi aumentando, levando ao desejo de poder transmitir todo o seu conhecimento e experiência a outros Karatekas mais novos.
Dessa forma, em 2003, começou por dar treinos no Centro Social S. João em Coimbra.
Devido a algumas adversidades, com o aumento da afluência de atletas e o desenvolvimento qualitativo do grupo, houve a necessidade de readaptar o espaço de treino. Foi então em 2005/2006 que criou o Núcleo de Karate Shukokai da ESAC da Escola Agrária de Coimbra, contando com o apoio do presidente do núcleo, Dr. Rui Ferreira. Em 2011 foi oficialmente inaugurado o espaço que é hoje o seu Dojo.
Desde então o Núcleo de Karaté Shukokai da ESAC tem vindo cada vez mais a afirmar-se e a evoluir. Para Rui Martins, o seu grupo define-se por: Muito trabalho, Dedicação e Respeito!
Para ele, ser instrutor torna-se numa necessidade emocional e intelectual “Aprendo ensinando”, tornando-se isso mesmo no seu principal objetivo na arte marcial “Muita vontade de aprender! Aprender para ensinar e para responsabilizar.”
Mais do que o aperfeiçoamento da técnica e o desenvolvimento da prática do Karate, Rui Martins procura sempre transmitir aos seus alunos os valores máximos do ser humano. E, para ele, “Karate é, acima de tudo, uma maneira de estar na vida, uma grande paixão! E porque não dizer… um primeiro grande amor.”
Emotivo e obstinado, Rui Martins é um dos Karatekas da APKS mais dedicados e assíduos do Shukokai nacional, trazendo na sua “bagagem” marcial mais de 36 anos de prática contínua, sem interregnos ou pausas sabáticas para “cuidar da vida”! A sua vida é, na verdade, Karate e mais Karate! Vive e respira a Arte como poucos e coloca o seu coração em tudo o que faz e no que transmite.
Por isso mesmo, afirma com convicção “Impossível só quando eu quiser, e esse dia ainda vai demorar muito tempo!”
Para Rui, o #karatefazbem porque “…nos mantém ativos física e intelectualmente. O Karate vai muito mais para além do treino. É uma ambição e vontade de querer evoluir e aprender, e isso mexe com o nosso caráter e até com a nossa disponibilidade social, pois é evidente que se nós seguirmos as orientações do Karate, com os valores e princípios que lhe são inerentes, o nosso Caminho torna-se muito mais fácil. Temos uma melhor capacidade de suportar as adversidades.”
E considera que o #karatefazfalta pois é um sentimento único e um apaziguamento interior constante face a tudo o que o envolve na vida e na sociedade e que o preenche na totalidade do seu ser e da sua essência.
Com emoção diz “os momentos mais marcantes no Karate, são aqueles em que vejo o sorriso e alegria das crianças, face à suas conquistas”.
A nível muito pessoal, refere um momento especial e que vai lembrar para sempre… a sua viagem a Okinawa, em janeiro de 2020. A sua voz sustenta firmeza quando diz “Venha quem vier… eu estive lá! EU estive lá!”


Nenhum comentário

O autor não autorizou comentários deste artigo